Conselho Regional de Biologia da 7ª Região - Paraná

Compartilhar Edição

Em entrevista, o Biólogo Dimario Castro fala sobre a COVID-19

Quarta, 20 Maio 2020 12:07

“Sofremos um ataque global de um agressor invisível e não estávamos preparados para uma pandemia dessa proporção”, conclui o Biólogo Dimario A. Pesce de Castro (CRBio 005418/02-D), em conversa com o Sistema CFBio/CRBios. Conselheiro do CRBio-02, Dimario é graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Gama Filho (1986), especialista em Patologia Clínica e em Administração Hospitalar e Sanitária, e mestre em Ciências Morfológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Atualmente é diretor técnico do Laboratório CDC Centro de Diagnóstico Citológico, tendo experiência nas áreas de Gestão Laboratorial, Hematologia, Qualidade, Consultoria Hospitalar e Acadêmica.

Em entrevista, Dimario fala sobre sua atuação na pandemia do novo coronavírus, a importância dos testes diagnósticos, a vacina como uma solução futura e a importância do bem coletivo.



Sistema CFBio/CRBios: Como você está atuando, direta e indiretamente, nesta pandemia?

Dimario Castro: Nosso laboratório atende à cidade de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, dando suporte aos hospitais e unidades de pronto atendimento na região pelo SUS.Estamos realizando o teste de RT-PCR e o teste rápido IgG e IgM para a Covid-19, além de todos os outros testes laboratoriais para suporte do tratamento dos pacientes.
É de grande importância que os testes disponíveis sejam solicitados por médicos, evitando o uso indiscriminado.Entender sobre o uso apropriado de cada teste em relação à condição clínica do paciente irá permitir a interpretação correta dos resultados, evitando os resultados falso negativos.

Aproveito para registrar a dedicação dos profissionais de saúde no atendimento aos pacientes com Covid-19, que mesmo arriscando a própria vida permanecem solidários e cumprindo o papel mais nobre da profissão que é cuidar dos mais necessitados.Por causa do risco de contaminação, os familiares não podem ter acesso aos pacientes contaminados e os profissionais de saúde estão também cumprindo o papel de apoio psicológico e preenchendo com muito carinho a ausência de contato com a família dos pacientes.
Alguns descrevem o ambiente de terapia intensiva para Covid-19 como uma guerra para manter a vida e eu me sinto honrado em poder participar e contribuir nesse combate.

 

Sistema CFBio/CRBios: Testar, testar, testar... o presidente da OMS, TedrosAdhanom, acredita que junto com o isolamento social este é um dos caminhos para enfrentar esta pandemia. Qual a sua opinião sobre o assunto?

Dimario Castro: É fundamental a testagem do maior número possível da população para identificar os pacientes positivos sintomáticos e principalmente os pacientes positivos assintomáticos e com grande poder silencioso de transmissão para outras pessoas, com maior ênfase aos pertencentes ao grupo de risco.Desta forma, poderemos criar uma proteção mais eficiente e entender melhor a possível flexibilização do isolamento social.

 

Sistema CFBio/CRBios: Qual o seu entendimento sobre o Brasil estar com deficiência de kits de diagnóstico tão importantes para a criação de estratégias nesta luta contra a contaminação pelo coronavírus?Na sua visão, iremos conseguir vencer esse impasse? De que maneira?

Dimario Castro: O mundo foi pego de surpresa e houve um atraso na chegada dos testes em grande escala no Brasil.Medidas já foram tomadas e os testes aprovados e liberados pela Vigilância Sanitária já estão chegando em um número bastante significativo, mas ainda abaixo do total necessário.Nós temos um país continental e com regiões completamente diferentes e a logística precisará ser feita com inteligência para abastecer o mercado de uma maneira geral e com base nos dados epidemiológicos.

 

Sistema CFBio/CRBios: E a vacina? Alguma esperança?

Dimario Castro: Acredito na vacina como uma solução futura, neste momento o isolamento social racional e os medicamentos estudados e que já estão sendo utilizados são as armas mais importantes no combate ao vírus.

 

Sistema CFBio/CRBios: Na sua visão, como biólogos pesquisadores do Brasil estão se saindo no enfrentamento da Covid-19? Que diferenciais eles apresentam?

Dimario Castro: Estamos participando ativamente em conjunto com os pesquisadores de outros países e temos reconhecimento e respeito de todos os colegas.

 

Sistema CFBio/CRBios: A pandemia tem dia e hora para acabar?

Dimario Castro: Fico preocupado porque tenho a sensação que todos estão aguardando o fim do isolamento para sair às ruas como antes, mas a realidade é outra. A contaminação irá continuar e para que permaneça de forma controlada é fundamental que o distanciamento social continue para o grupo de risco e a liberação da volta ao convívio social seja feita de forma controlada seguindo a orientação da OMS e das secretarias de Saúde de cada cidade, permitindo o acesso necessário aos leitos de terapia intensiva para atender aos casos mais graves.Precisamos a partir de agora rever nossos hábitos e costumes e no futuro próximo que a vacina da Covid-19 faça parte da nossa rotina vacinal.

 

Sistema CFBio/CRBios: Que cenário você desenha para os próximos meses?

Dimário de Castro: Desejo um cenário que não tenha interesses políticos por trás de uma pandemia de comoção mundial e que as pessoas entendam que precisamos cuidar melhor do meio ambiente e da população.Rezo para que o tempo de confinamento tenha sido um aprendizado e que as pessoas entendam que sem o olhar generoso ao próximo jamais teremos um bem maior coletivo. Não existe o bem individual, é egoísmo e pouco inteligente acharmos que estamos imunes à miséria coletiva que nossos irmãos estão vivendo, precisamos entender que para cuidarmos do indivíduo somente é possível se cuidarmos de todo um coletivo.
Que sirva de alerta para revermos os nossos conceitos!

Última modificação em Quarta, 20 Maio 2020 12:55