Conselho Regional de Biologia da 7ª Região - Paraná

boto prestao de contas

Compartilhar Edição

CFBio cria Conselho Regional de Biologia da 9ª Região, com jurisdição em Santa Catarina

Quinta, 30 Dezembro 2021 10:15

 

Com objetivo de aprimorar a fiscalização do exercício profissional e a consolidação do mercado de trabalho, bem como assegurar a defesa da sociedade, o Conselho Federal de Biologia (CFBio) criou o Conselho Regional de Biologia da 9ª Região, sob a sigla CRBio-09, com sede em Florianópolis e jurisdição no Estado de Santa Catarina.

A criação do novo Conselho Regional foi oficializada nesta terça-feira (28/12) com a publicação no Diário Oficial da União de duas normas do CFBio: a Resolução nº 616/2021, que determinou o desmembramento do Conselho Regional de Biologia da 3ª Região (CRBio-03), que passa a ter sua jurisdição apenas no Estado do Rio Grande do Sul; e a Resolução nº 617/2021, que dispõe sobre a criação do CRBio-09.

Conforme estabelece a resolução de criação do CRBio-09, a sede do novo Conselho Regional, cedida pelo CRBio-03, está situada na Rua Cônego Bernardo, 101/902, bairro Trindade, Florianópolis, Santa Catarina, CEP 88.036-570.

Para administrar o CRBio-09, com as funções do Corpo de Conselheiros, o CFBio designará uma Comissão Temporária composta por quatro membros Biólogos, que ficarão responsáveis pelos atos administrativos e pela instalação efetiva do novo Conselho Regional até a posse dos eleitos.

A presidente do CRBio-03, Clarice Luz, comemora a criação do CRBio-09. “É um marco não só para o CRBio-03 e para os Biólogos catarinenses, mas para todo o Sistema CFBio/CRBios”, afirmou, emocionada. Confira a entrevista na íntegra:

 

A criação do CRBio-09 é uma grande conquista, um sonho antigo do Conselho. Como foi esse percurso?

Clarice Luz: Na verdade, era um sonho dos Biólogos catarinenses. Claro que o CRBio-03 tinha o dever de encampar esse sonho, esse desejo. E a gente batalhou muito para que esse momento chegasse. Depois de muitos perrengues, chegou o grande dia. Espero que os Biólogos catarinenses recebam esse novo CRBio com força, que queiram lutar para unir a categoria, pois era um sonho. Agora que vamos ver a força que o Estado de Santa Catarina tem.

 

A criação do Conselho Regional em Santa Catarina reflete as condições do mercado de trabalho no Estado?

Santa Catarina é um Estado que está virando polo de empreendedorismo e de investimento financeiro e que tem aberto muitas portas para Biólogos. Não é à toa que o CRBio de Santa Catarina já nasce grande. Há, inclusive, uma tendencia mercadológica de investimentos na área de produção, que vemos crescer a cada ano. Tem a Sadia, a Perdigão e outras empresas grandes, além de universidades como a Unochapecó, que é uma das maiores do Brasil e que oferece residência multiprofissional em saúde. As características do Estado, que conta com recursos internacionais e com turismo forte, também impactam nesse cenário.

 

Quando começou essa luta pela criação do CRBio em Santa Catarina?

Desde 2013, pleiteamos a criação do CRBio-09. Como essa situação não se desenrolava, começou a haver movimentação de Biólogos cobrando. No dia 4 de setembro deste ano, por exemplo, aconteceu um congresso de Biólogos do oeste catarinense, e eu fui chamada para fazer uma fala. Uma das cobranças foi justamente como ficaria essa questão. Eu contei para eles que tínhamos entrado com o pedido de criação do CRBio novamente, em julho deste ano, e que torcíamos para que a nova gestão do CFBio abraçasse esse sonho junto com a gente. Por isso, posso dizer que, depois de tanta luta, estou me sentindo realizada, porque a gente sabia que era possível.

 

Quais serão os próximos passos?

Por enquanto, os Biólogos de Santa Catarina continuam sendo atendidos pelo CRBio-03, até que sejam realizados os trâmites legais e administrativos necessários para a estruturação do CRBio-09. Nós do CRBio-03, juntamente com o Conselho Federal e com os Biólogos catarinenses, vamos ajudar a estruturar esse novo Conselho Regional.

 

Essa conquista é um marco para a profissão no País, assim como foi com a criação dos outros Conselhos Regionais?

É um marco não só para o CRBio-03 e para os Biólogos catarinenses, mas para todo o Sistema CFBio/CRBios. Vai ser um salto para a Biologia e que abrirá portas para o crescimento do Sistema. A gente viu isso acontecer com a criação do CRBio-07. Antes, o CRBio-03 abrangia Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Fomos o primeiro Conselho Regional a ser desmembrado para a criação de um CRBio de um Estado só, no caso o CRBio-07, que possui jurisdição no Paraná. E agora, estamos nesse processo novamente, o que permitirá que o CRBio-03, o CRBio-07 e o CRBio-09 tenham todos jurisdição em um único Estado. E isso impacta no fortalecimento da Biologia. O Estado do Paraná era pequeno quando estava na jurisdição do CRBio-03, porque nossa sede era em Porto Alegre e não conseguíamos atender a todos os municípios e às universidades paranaenses, até porque as realidades são muito distintas. Depois que passou a ter seu próprio CRBio, a Biologia no Paraná cresceu muito.

 

Quais são os principais benefícios que os Biólogos terão com a criação do CRBio-09?

Quando você cuida só do seu Estado, é outra coisa. É possível fazer um trabalho voltado para a realidade local, dentro das políticas públicas e ambientais estaduais, atendendo melhor ao profissional, trabalhando junto com as universidades, e contribuindo para o crescimento do mercado de trabalho. Com a criação da sede em Florianópolis, será feito o deslocamento dos documentos, o que facilita o acesso para os Biólogos catarinenses. Além disso, é possível abrir delegacias, para melhor fiscalizar e dar assistência aos profissionais. Pelo próprio desenho geográfico que tem Santa Catarina, o litoral fica muito distante do oeste. Então, o CRBio-09, tendo sede em Florianópolis e criando uma delegacia no oeste catarinense, ficará perfeito para atender as demandas e as necessidades dos seus profissionais.

Ao navegar por nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.